Dia Nacional da Diaconia - 2016 - Proposta de Liturgia

04/04/2016

 

DIA NACIONAL DA DIACONIA

10 de abril de 2016

Proposta de Liturgia

Tema: PELA GRAÇA DE DEUS, LIVRES PARA SERVIR

 

Dicas de dinâmica para a liturgia

Pela graça de Deus somos livres para servir. O servir é baseado no evangelho de Jesus Cristo, o qual nos deixou seu exemplo de amor para com as pessoas buscando o bem e não o mal, a reconciliação e não o ódio. Com Jesus Cristo, aprendemos a discernir entre o bem e o mal. Da mesma forma, no Antigo Testamento, os profetas advertiram as pessoas a buscarem o bem e não o mal, a exemplo do profeta Amós (5.14). É essa a motivação que o texto bíblico do tema do ano da Igreja nos traz.

Tendo por base essa motivação, proponho uma dinâmica, com duas sugestões, podendo ser usada, uma delas, em algum momento do culto. Sugiro que seja utilizada como recurso para a pregação.

Sugestão - 1

Prepare dois modelos de fichas retangulares de cores diferentes. Numa das fichas escreva, de preferência num dos cantos, a palavra “BEM” e na outra, de cor diferente, escreva a palavra “MAL”. Entregar as fichas para as pessoas na recepção, na entrada do culto. Reserve canetas para as pessoas.

No momento da dinâmica, motive as pessoas a pensarem sobre: qual é o bem que buscamos? Anime para que escrevam na ficha onde está escrito “BEM”.

Da mesma forma, utilizando a ficha onde está escrito “MAL”, motive as pessoas a escreverem sobre a seguinte pergunta: com base no testemunho diaconal da igreja, quais são os males que precisamos identificar?

Separe dois espaços distintos com uma cartolina, quadro ou FLIPCHART para que as pessoas possam prender suas fichas. Quem se sentir à vontade pode compartilhar o que escreveu.

Ao final da dinâmica faça um apanhado, resgatando que, pela graça de Deus, com base nos valores evangélicos (conforme os descritos no quadro) temos forças e motivação para resistir ao mal (conforme os descritos no quadro).

A graça de Deus nos liberta para servir e praticar a diaconia.

Sugestão - 2

Prepare dois cartazes. Num, escreva a palavra “BEM” e noutro, a palavra “MAL”. Escolha várias imagens que retratem a injustiça, a violência, e outras situações e cole-as no cartaz onde está escrito “MAL”.

Deixe vazio o cartaz onde está escrito a palavra “BEM”. Com base nas imagens do outro cartaz e tendo como referência cristã a prática do bem e da diaconia, convide as pessoas a refletirem sobre a pergunta: como podemos intervir nestas situações?

Distribuir fichas retangulares de tamanho médio e canetas para que as pessoas possam escrever as motivações.

Obs.: Use de sua criatividade e crie vídeos ou áudios para substituir as imagens. Porém, mantenha em branco o cartaz onde está escrito “BEM”, permitindo, assim, que as pessoas deixem aflorar sua visão e testemunho diaconal.

Ao final da dinâmica, faça um apanhado, concluindo.

 LITURGIA DE ENTRADA

Oração silenciosa individual

Prelúdio Resistência (HPD, 443)

Acolhida

L.: Alegrem-se, pois Deus vem ao nosso encontro e nos convida para celebrar um dom precioso confiado, por Ele, à Igreja. Hoje, culto do Dia Nacional da DIACONIA, Deus nos dá a graça de renovarmos o nosso compromisso com a DIACONIA, pois, pela sua graça SOMOS LIVRES PARA SERVIR e praticar o bem. Bem-vindos e bem-vindas!

Saudação apostólica

L.: A graça de nosso Senhor Jesus Cristo, o amor de Deus e a comunhão do Espírito seja com vocês.

C.: E também com você.

Confissão de pecados

L.: Deus nos ama e nos aceita, mesmo que sejamos pecadores e pecadoras. Ele veio até nós em Jesus Cristo e nos mostrou que no perdão e na reconciliação acontece a manifestação de sua graça. Por isso, temos a liberdade de nos dirigir a Deus em oração e clamar por sua misericórdia:

L.: Deus de todo poder e graça, vieste até nós, em Jesus Cristo, mostrando-nos o caminho do perdão. Assim sendo, confessamos que carecemos de tua misericórdia, pois pecamos em palavras, pensamentos e ações. Muitas vezes, esquecemos de praticar a Diaconia, esquecemos de olhar com amor para aquelas pessoas que carecem de cuidado e carinho. Auxilia-nos e motiva-nos para que compreendamos que teu amor e perdão nos libertam para cuidar, amar e servir. Ajuda-nos a seguir o exemplo de teu filho Jesus e, com a força do teu Espírito, amar como Ele nos amou. Por tudo isso, suplicamos humildemente:

C. ♪ Perdão, Senhor, perdão!
Perdão, Senhor, perdão
!

Anúncio da graça

L.: “Pois, o próprio Filho do Homem, veio, não para ser servido, mas para servir e dar sua vida em resgate por muitos” (Mc 10.45).
Por amor a nós ele se entregou e serviu. Assim sendo, todas as pessoas que confessaram seus pecados e estão de coração arrependido eu anuncio o perdão dos pecados, em nome do Deus que é Pai (+), Filho e Espírito Santo. Amém.
Kyrie

L.: Como povo redimido e libertado, somos chamados e chamadas a cuidar das pessoas que encontramos em nosso caminho, clamando por ajuda, assim como da criação que pede por socorro. Trazemos conosco os clamores de quem sofre e os coloquemos aos cuidados de Deus:

C. ♪ Pelas dores deste mundo, ó Senhor, imploramos piedade.
A um só tempo geme a criação.

Teus ouvidos se inclinem ao clamor desta gente oprimida.
Apressa-te com tua salvação.
A tua paz, bendita e irmanada co’a justiça, abrace o mundo inteiro. Tem compaixão!
O teu poder sustente o testemunho do teu povo. Teu Reino venha a nós! Kyrie eleison!

L.: Porque seus ouvidos são atentos e grandioso é o seu coração, Deus ouve o nosso clamor e aceita o nosso pedido por misericórdia, por isso, com todo o nosso ser louvemos a Deus:

C. ♪ Louvemos todos juntos (HPD, 349)

Oração do dia

L.: Deus da misericórdia, que nos serves em amor, louvamos o teu santo nome. Em tua graça, dá-nos a tua palavra para que ela nos transforme e motive o nosso servir e agir. Contagia-nos com o teu Espírito de amor para que nossas mãos sirvam a ti através de quem necessita de cuidado. Por Jesus Cristo, teu filho amado que, contigo e o Espírito Santo, vive e reina, de eternidade a eternidade.

C. ♪ Amém. Amém. Amém.

LITURGIA DA PALAVRA

Leituras bíblicas

L.: Acolhemos a primeira leitura bíblica, cantando:

C. ♪ Senhor, que a tua Palavra, transforme a nossa vida.
Queremos caminhar com retidão na tua luz
.

Primeira leitura Atos 9. 1-6 (9-20)

L.: Ao que lemos e cremos, respondemos:

C. ♪ É como a chuva que lava, é como fogo que arrasa, Tua Palavra é assim, não passa por mim sem deixar um sinal.

Segunda leitura Apocalipse 5. 11-14

L.: Acolhemos o Evangelho de Nosso Senhor Jesus, cantando:

C. ♪ Louvai a Deus em alta voz (HPD, 59, estrofe 1)

Leitura do Evangelho João 21.1-19

L.: (após a leitura) Palavra do Senhor.

C. ♪ Louvado sejas, Cristo.

Pregação

(Usar uma das dinâmicas descritas no início desta liturgia)

Confissão de fé

Hino Diaconia

(durante o hino:)

Recolhimento das ofertas (OFERTA NACIONAL – Missão Entre os povos Indígenas)

Oração geral da Igreja

(pergunte, em sua comunidade, quais são os motivos de agradecimento e de intercessão)

L.: Deus de toda graça, a ti oramos agradecendo por teu cuidado, amor e carinho para conosco. A ti rendemos graças por (lembrar os motivos de agradecimento recolhidos pela comunidade................................). O sustento que temos vêm de ti, o fôlego da vida vêm de ti, por mais que quiséssemos expressar com palavras o nosso agradecimento, elas seriam insuficientes. Por isso, queremos te servir em amor, cuidar das pessoas ao nosso redor e pregar o teu Reino em ações diaconais. Por tudo isso, rendemos-te graças e louvor:

C. ♪ Graças, Senhor! Graças, Senhor! Por tua bondade, teu poder, teu amor: Graças, Senhor!

L.: Deus da graça e da misericórdia, oremos por (apresentar os motivos comunitários de intercessão.......................................................). Às pessoas que estão em tratamento médico, dá ânimo, esperança e força. Aos profissionais que as acompanham, concede sabedoria e discernimento. Às suas famílias, sustenta-lhes em tua graça.
Deus de misericórdia, cuida das pessoas entristecidas e sem esperança, dá-lhes a tua paz e o teu consolo.

E a nós, Deus de amor, faz-nos teus servos e tuas servas e ajuda-nos a levar esperança às pessoas que sofrem e a boa notícia do teu amor.

C. ♪ Inclina, Senhor, teu ouvido, escuta o nosso clamor!

L.: Por Jesus Cristo, nosso Senhor, Amém.

LITURGIA DA CEIA DO SENHOR

Preparo da mesa da Ceia do Senhor

C. ♪ HPD 60, estrofe 1

Litania de louvor (adaptada)

L.: Bendito sejas, Deus da vida, pelo pão, fruto da terra e, nele, a entrega do teu Filho pela nossa salvação;

C.: Bendito sejas para sempre;

L.: Bendito sejas, Deus da vida, pelo fruto da videira e, nele, o amor do teu Filho, pela nossa libertação;

C.: Bendito sejas para sempre.

C. ♪ Assim como as espigas que estavam dispersas pelos campos; e assim como as videiras que estavam dispersas pelas colinas, reuniram-se no pão e no vinho sobre mesa; assim reúne-nos, Senhor, desde os confins da terra, em teu Reino por Cristo, nosso Senhor. (Miriã 2, 20)

Oração eucarística

L.: Deus esteja com vocês

C.: E também com você.

L.: Elevemos os nossos corações.

C.: A Deus os elevamos.

L.: Demos graças ao nosso Deus.

C.: Isso é digno e justo.

L.: É digno, justo e de nosso dever que em todos os tempos e lugares rendamos graças a ti, Deus de amor, pois nos tens sustentado, assim como toda a tua criação. Em tua graça nos tornaste teus filhos e tuas filhas, e com tua graça e amor transformaste vidas e realidades, enviando pessoas para o serviço de amor. Por tudo isso, nós te louvamos e bendizemos o teu santo nome:

C. ♪ Santo, Santo, Santo, Senhor, Deus do universo.
O céu e a terra proclamam a tua glória.
Hosana, hosana nas alturas.
Bendito o que vem em nome do Senhor.
Hosana, hosana nas alturas.

L.: Santo és tu, Deus, porque nos enviaste o teu Filho por puro amor. Ele, que viveu entre nós e mostrou o verdadeiro serviço de amor doando a própria vida. Graças te damos por Jesus Cristo e pela salvação que ele nos concedeu. Graças te damos pela promessa do teu Filho de sempre estar conosco, na Ceia sagrada, conforme suas palavras a nós proclamadas:

“Nosso Senhor Jesus Cristo, na noite em que foi traído, tomou o pão, partiu, deu aos seus discípulos e disse: Tomai, comei dele todos (e todas). Isto é o meu corpo entregue por vocês. Fazei isto todas as vezes que dele comerdes, em memória de mim.
Por semelhante modo, após haverem ceado, Jesus tomou o cálice, rendeu graças, deu aos seus discípulos e disse: bebei dele todos (e todas), este cálice é a nova aliança no meu sangue, dado e derramado para a remissão dos vossos pecados. Fazei isto todas as vezes que dele beberdes, em memória de mim”.

L.: Deus de amor, graças te damos porque em Jesus Cristo temos a redenção e a liberdade para cuidar da criação e das pessoas que o necessitam. Graças te damos porque, em Cristo, nos demonstraste o caminho do amor. Mesmo sofrendo morte de cruz, sendo humilhado e açoitado, o teu filho não desistiu de dar testemunho da tua paz. Nesta paz, pedimos:

C. ♪ Envia teu Espírito Senhor e renova a face da Terra.

L.: Ao renovares a face da terra, lembra, Deus de amor, das pessoas de todos os tempos e lugares, e que já partiram, mas deram testemunho do teu amor. Reúne-nos com elas no banquete da festa do Reino por ti preparado e por Cristo inaugurado.

C. ♪ Por Cristo, com Cristo e em Cristo, seja a ti, Pai todo-poderoso, na unidade do Espírito Santo, toda a honra e toda glória, agora e para sempre. Amém, amém, amém.

Pai-nosso

Gesto da paz

L.: De Deus recebemos reconciliação e paz. Compartilhemos entre nós um sinal da graça recebida, desejando-nos mutuamente a paz de Cristo.

Fração

L.: (elevando o cálice) O cálice da bênção, pelo qual demos graças, é a comunhão no sangue de Cristo.

L.: (elevando o pão) O pão que partimos e repartimos é a comunhão no corpo de Cristo.

C. ♪ Nós, embora muitos, somos um só corpo.

Cordeiro de Deus

L.: Este é o Cordeiro de Deus.

C. ♪ /:Cordeiro de Deus, que tiras o pecado do mundo, tem piedade de nós.:/
Cordeiro de Deus, que tiras o pecado do mundo, dá-nos a paz.

Comunhão

(Durante a comunhão, a comunidade pode cantar os hinos abaixo ou outros de sua escolha.)

Isto é meu corpo, partido por ti;
traz salvação e dá a paz;
toma e come, e, quando o fizeres,
faze-o em amor por mim.
Isto é meu sangue, vertido por ti;
traz o perdão e liberdade;
toma e bebe, e, quando o fizeres,
faze-o em amor por mim.

Comam do pão, bebam do cálice,
quem a mim vem não terá fome.
Comam do pão, bebam do cálice,
quem em mim crê não terá sede.

(de pé)
Oração pós-comunhão

L.: Oremos: Deus de misericórdia, a ti louvamos por esta Ceia que nos anima na fé e no serviço. Que por meio dela busquemos o bem e não o mal, a vida e não a morte. Que por ela vivenciemos a diaconia e a paz. Por Cristo, teu Filho amado, nosso Senhor.

C.: Amém.

LITURGIA DE DESPEDIDA

Avisos

Bênção

L.: (cantada) Deus te abençoe, Deus te proteja, Deus te dê a paz, Deus te dê a paz.

C. Amém.

Hino HPD I 131 – Abençoa, Tu Senhor.

Envio

L.: Vão em paz e sirvam a Deus com alegria. Pratiquem o amor e vivenciem a diaconia.

C.: Demos graças a Deus.

Poslúdio – Hino do tema do ano “Pela Graça de Deus – Livres para cuidar.”


Elaborado por: Diác. Dionata Rodrigues de Oliveira


Âmbito: IECLB
Área: Missão / Nível: Missão - Diaconia
Área: Celebração / Nível: Celebração - Liturgia
Natureza do Texto: Liturgia
Perfil do Texto: Auxílio litúrgico
ID: 37387
REDE DE RECURSOS
+
Ninguém sabe o que significa confiar em Deus somente, a não ser aquele que põe as mãos à obra.
Martim Lutero
© Copyright 2020 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br