Jornal Evangélico Luterano

Ano 2020 | número 841

Sexta-feira, 27 de Maio de 2022

Porto Alegre / RS - 13:42

Estudos Bíblicos

Amizade ao modo de Deus

Amigos verdadeiros e amigas verdadeiras nos dão alegria! A amizade, ao modo de Deus, nos desafia a criar laços para resgatar a dignidade humana e fazer da outra pessoa sujeito da relação.

O Lema Bíblico do Mês de Setembro é um versículo do livro de 2Coríntios 5.19: A nossa mensagem é esta: Deus, por meio de Cristo, ele está fazendo com que eles sejam seus amigos.

A Nova Tradução na Linguagem de Hoje (NTLH-SBB/2000) faz uma tradução interpretativa, evitando a palavra reconciliação e indicando o ato ou o evento de transformar inimigos em amigos de Deus.

Para entender o contexto dessa passagem bíblica, é necessário explicar que o apóstolo Paulo está envolto em um debate muito forte com a Comunidade de Corinto, possivelmente influenciada, na ausência do apóstolo, por outros ‘apóstolos’, que questionaram a sua fraqueza e a sua inconsistência, chegando a espalhar calunias sobre ele.

Esse embate de diferentes práticas evangelizadoras causa muito desconforto, mas Paulo não recua, desafia os seus adversários e defende a justeza do seu Ministério. A sua defesa tem como fundamento a cruz e o amor de Cristo, pois não vivemos mais para nós mesmos, mas para Cristo e, em Cristo, e para as demais pessoas.

Deus, em Cristo, tomou a iniciativa de reconciliar consigo o mundo. Imputou ao seu filho as ofensas dos homens, entregou o inocente para ser crucificado e morto em nosso lugar, pagou com o sangue de Jesus a nossa dívida para declarar paz aos culpados.

Dessa forma, Deus oferece o perdão dos pecados ao mundo e reconcilia o mundo consigo, sem imputar às pessoas as suas transgressões. Como devemos viver em resposta a esse perdão? Como não ser uma pessoa graciosa, tendo recebido tamanha graça? Deus nos convida a imitá-lo, a vencer o mal com o bem e nos transforma, de pessoas inimigas, em pessoas amigas de Deus.

O perdão de Deus não só perdoa, como também capacita a pessoa perdoada a perdoar. A reconciliação não é só uma obra de Deus, como também um Ministério para o qual somos chamados e chamadas. Deus espera que as pessoas que foram reconciliadas pela fé em Cristo vivam perdoando, assim como são perdoadas.

Se ofendemos, devemos procurar nos reconciliar com a pessoa ofendida, como se tivéssemos ofendido a Cristo. Se fomos ofendidos e ofendidas, devemos procurar nos reconciliar com o ofensor ou a ofensora, como Cristo fez para conosco. Portanto, pessoa ofensora e pessoa ofendida devem conceber as relações humanas em relação a Cristo, por meio de quem Deus nos reconciliou consigo mesmo.

A nova relação com Deus abre os nossos olhos, os nossos ouvidos, as nossas mãos e o nosso coração e nos motiva a participar da celebração da Santa Ceia, na qual a reconciliação de Deus conosco é renovada.

Assim, renovados e renovadas, podemos partir do Culto para os desafios da vida, podemos nos reconciliar com as pessoas, pois já fomos reconciliados e reconciliadas por Deus. Sentir-se pessoa reconciliada é o começo de uma vida melhor, é o início da vitória sobre a solidão, a decepção, a tristeza, a angústia, o estresse e a própria morte. Viver reconciliado e reconciliada por Deus é viver a justiça de Deus. Viver reconciliado e reconciliada por Deus é, portanto, viver como agraciados e agraciadas pela reconciliação obtida por meio de Cristo.

Na caminhada de fé cristã, Deus quer fazer de cada pessoa cristã embaixadora da reconciliação, de modo que ela se torne mediadora para outras pessoas da nova relação com Deus. Ao nos perdoar do pecado, nos reconciliou com Ele em Cristo, revestindo-nos com a sua justiça, por isso a cruz se torna parte de nós, como também a ressurreição. Saiamos pelo mundo como gente que reconcilia e cria novas amizades para Deus. Que Deus nos conceda sabedoria e discernimento diante da tarefa que Ele nos dá.

Pa. Patrícia Hoffmann | Ministra na Paróquia em Espigão do Oeste/RO 

Ultima edição

Edição impressa para folhear no computador


Baixar em PDF

Baixar em PDF


VEJA TODAS AS EDIÇÕES


Gestão Administrativa

Ser Igreja de Jesus Cristo em contexto de pandemia

Em perspectiva de balanço do ano que passou, compartilhamos, de forma adaptada e atualizada, partes da Carta Pastoral da Presidência, de Pastoras e Pastores Sinodais, publicada em agosto de 2020. A partir de março de 2020, passamos a conviver com a pandemia do Covid-19, (+)



Educação Cristã Contínua

Igreja que valoriza o Sacerdócio Geral (parte 3/3)

Desafios Com base nas atividades que estão sendo realizadas e considerando o cenário atual, a Coordenação de Educação Cristã (CEC) vislumbra os seguintes desafios para a efetivação da Meta Missionária 1 (Áreas de prioridade (+)

AÇÃO CONJUNTA
+
tema
vai_vem
pami
fe pecc
Vocês vão me procurar e me achar, pois vão me procurar com todo o coração. Sim! Eu, afirmo que vocês me encontrarão.
Jeremias 29.13-14
© Copyright 2022 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br