Jornal Evangélico Luterano

Ano 2017 | número 810

Quinta-feira, 28 de Outubro de 2021

Porto Alegre / RS - 10:35

Jubileu

Alegres, jubilai!

Quem não gosta de comemorar? Comemorar é recordar e festejar em conjunto! Comemoramos aniversário, bodas, inauguração. Comemoramos para agradecer, para compartilhar alegria, para não esquecer o que a vida trouxe e carrega de bom. Na vida comunitária, também se comemora. Neste ano, comemoramos algo muito especial para a história da Igreja: o Jubileu dos 500 anos da Reforma.

Na comemoração do Jubileu da Reforma, é decisivo que não se troque o presente pelo embrulho! O centro desse Jubileu não é Martim Lutero, mas o Evangelho de Jesus Cristo. O presente dessa comemoração é o que Deus fez por nós: por meio de Jesus Cristo, nos foi dado que somos irmãs e irmãos resgatados do poder do pecado para uma vida alegre e agradecida mediante a graça de Deus. É o que o apóstolo Paulo afirmou: a graça de Deus nos basta (2Co 12.9).

Partindo dessa essência, chegamos a Lutero, lembrando que houve pessoas que o antecederam e contribuíram para a Reforma. Por causa da essência, do Evangelho, vozes se levantaram para denunciar ensinamentos e práticas não condizentes com a Palavra de Deus. Muitas dessas vozes críticas foram emudecidas a força. Lutero obteve êxito. A sua voz em defesa do Evangelho encontrou eco, foi acolhida e replicada. Multidões viram, expressas nas Teses da Reforma, as respostas às questões de fé e aos reclames contra injustiças praticadas por senhores feudais. A invenção da imprensa foi também determinante para que as ideias da Reforma se propagassem quase como hoje se espalham as notícias nas redes sociais!

Para sermos Igreja de Comunidades mais atrativas, inclusivas e missionárias, não podemos nos acomodar. É preciso ampliar, fortalecer e inovar: ser mais intencionais nas nossas ações missionárias. Agora são outros 500!

Com o Tema do Ano - 2017, a IECLB expressa o seu sentimento com o Jubileu da Reforma: Alegres, jubilai! Essa alegria está enraizada no Evangelho que Lutero redescobriu e trouxe à luz. Uma das expressões da redescoberta de Lutero está na sua frase: Diante de Deus, pela fé, és livre de tudo, mas, junto aos seres humanos, és servo de todos pelo amor. Pela fé, vivemos, nos movemos e existimos (At 17.28) em plena liberdade. Deus não nos submete a leis e regras. Pela fé, o amor expresso no serviço – diaconia – é que determina a nossa relação com as pessoas e com a Criação toda. É essa relação entre liberdade e serviço de amor que defi ne a tarefa da Igreja.

É por isso que o Tema do Ano complementa a alegria com o compromisso: Igreja sempre em Reforma: agora são outros 500. “Somos livres para levar uma vida de agradecida resposta ao dom divino da salvação. Há muito que podemos fazer em resposta ao dom divino: como pessoas dirigidas por Deus, com amor, compaixão e misericórdia, temos a capacidade de sermos mensageiras da paz, justiça e reconciliação em nosso mundo. Somos livres para servir!” (Martin Junge, Secretário Geral da Federação Luterana Mundial - FLM).

Desde a Reforma, a Igreja Luterana passou por muitos desafios. Ora ela soube responder com coragem profética, ora ela se acomodou e se calou diante das muitas faces do mal. A IECLB faz parte dessa história. É herdeira da redescoberta de Lutero e procura ser instrumento da Missão de Deus. Neste sentido, o Fórum de Missão, ocorrido em junho de 2017, ajudou a vislumbrar o que o nosso Tema indica ousadamente como agora são outros 500. 

P. Dr. Nestor Friedrich | Pastor Presidente da IECLB

Ultima edição

Edição impressa para folhear no computador


Baixar em PDF

Baixar em PDF


VEJA TODAS AS EDIÇÕES


Gestão Administrativa

Ser Igreja de Jesus Cristo em contexto de pandemia

Em perspectiva de balanço do ano que passou, compartilhamos, de forma adaptada e atualizada, partes da Carta Pastoral da Presidência, de Pastoras e Pastores Sinodais, publicada em agosto de 2020. A partir de março de 2020, passamos a conviver com a pandemia do Covid-19, (+)



Educação Cristã Contínua

Igreja que valoriza o Sacerdócio Geral (parte 3/3)

Desafios Com base nas atividades que estão sendo realizadas e considerando o cenário atual, a Coordenação de Educação Cristã (CEC) vislumbra os seguintes desafios para a efetivação da Meta Missionária 1 (Áreas de prioridade (+)

AÇÃO CONJUNTA
+
tema
vai_vem
pami
fe pecc
Se reconhecemos as grandes e preciosas coisas que nos são dadas, logo se difunde, por meio do Espírito, em nossos corações, o amor, pelo qual agimos livres, alegres, onipotentes e vitoriosos sobre todas as tribulações, servos dos próximos e, assim mesmo, senhores de tudo.
Martim Lutero
© Copyright 2021 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br