Campanha Em comunhão com as viDas das mulheres


História de vida de Ingelid Cassel

18/04/2016

 

 

Nome: Ingelid Cassel

Tempo de participação na IECLB: Desde o Batismo

Comunidade: Querência – MT

Sínodo: Mato Grosso
 

 INGELID CASSEL, nascida JUST, nasceu no dia 30 de dezembro de 1941 e foi batizada no dia 15 de fevereiro de 1942, na Igreja Luterana na localidade de Jabuticaba, município de Sarandi-RS.

É filha de família tradicional luterana, Florencio e Irna Just, e neta de Gustavo Jost, imigrante da Alemanha, que fixou residência em Trombudo, no município de Santa Cruz-RS.

Suas lembranças remetem à família sempre envolvida com a vida comunitária.

Desde jovem, Ingelid contribuiu ativamente nas atividades da igreja, inicialmente no grupo de jovens, onde participava de teatros natalinos, e no coral da igreja.

Leo Romeu Cassel participava do grupo e fez par com Ingelid, desempenhando o papel de José e Maria. Assim iniciou-se namoro, e em seguida se casaram.

Logo Ingelid passou a participar da OASE, onde integrou a diretoria até se mudar para o Mato Grosso.

No ano de 1989, migrou com seu esposo e filhos para a colonização da Coopercana, hoje município de Querência-MT.

A localidade carecia de muitos recursos, estando situada em meio a uma clareira na mata, mas as amizades e a fé os fortaleciam e, assim, as dificuldades eram superadas.

Logo após sua chegada, foi convidada a fazer parte da diretoria da OASE, que estava dando seus primeiros passos. Os encontros aconteciam à sombra das árvores ou no Pavilhão da ADESQUE, associação dos colonizadores e ponto de encontro para reuniões, cultos e missas.

Lentamente, a mata foi dando espaço às pequenas lavouras. Inicialmente, a cultura principal era arroz, que mais tarde cedeu espaço à cultura da soja e do milho.

Seu Léo, num ano de muita chuva, preocupou-se demasiadamente com as colheitas e desenvolveu uma depressão, que na época dificilmente era detectada, levando-o ao suicídio.

Dona Ingelid, mulher de muita fé, deu continuidade à caminhada junto a seus filhos já adultos.

Hoje com seus 73 anos, continua participando na igreja, gosta de fazer parte das programações específicas, como o Dia Mundial da Oração e a Semana Nacional da OASE, além de atividades desenvolvidas na OASE.

A orientação espiritual dada a seus filhos se reflete em nossa comunidade: Neuci faz parte da diretoria da OASE, Eloi do presbitério e Marla do Culto Infantil e da OASE.

“O Senhor é bom; o seu amor dura para sempre, e a sua fidelidade não tem fim” (Salmo 100.5).


História coletada e redigida por: Pa. Mariza E. Neuberger e Leni Sirlei Altmann Wink – Pres. da OASE.


Leia mais histórias de vida Em comunhão com as viDas das mulheres
 


AÇÃO CONJUNTA
+
tema
vai_vem
pami
fe pecc

É dever de pai e mãe ensinar os filhos, as filhas e guiá-los, guiá-las a Deus, não segundo a sua própria imaginação ou devoção, mas conforme o mandamento de Deus.
Martim Lutero
REDE DE RECURSOS
+
Quem quiser ser cristão, que aprenda a abrir mão de toda preocupação e de todo pensamento angustioso e coloque-os nas costas de Deus, pois Ele tem ombros fortes e é bem capaz de carregá-los.
Martim Lutero
© Copyright 2020 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br