Sínodo da Amazônia



Avenida Paraná , 431 - Novo Horizonte
CEP 76962-053 - Cacoal /RO - Brasil
Telefone(s): (69) 9845-48890 | (69) 8454-8890
sinododamazonia@gmail.com
ID: 8

Advento

Caderno de Estudos para Mulheres/OASE

10/01/2014

ENCONTRO nº __ Dia: __/__/____
Departamento de Mulheres/OASE do Sínodo da Amazônia
P. Handolfo Timm
Paróquia Centro de Rondônia – São Miguel do Guaporé - RO


Saudação: “Mostra-nos, Senhor, a tua misericórdia e concede-nos a tua salvação” (Salmo 85.7).


Canto: Vem, espírito de Deus, vem nos consolar (HPD 2, 318)


Todos: Advento é um tempo que lembra que este mundo ainda é de Deus. Por mais amargas que sejam as experiências na vida, ainda que as trevas possam cobrir a luz do sol por alguns momentos, este mundo pertence a Deus. Por isso há uma nova melodia no ar.

Leitura do Salmo 24 intercalado com o hino do HPD 1, 5
Leitor: Ao Senhor pertence a terra e tudo o que nela se contém, o mundo e os que nele habitam. Fundou-a ele sobre os mares e sobre as correntes a estabeleceu.


Todos cantando:
Erguei os arcos triunfais ao Rei dos reinos celestiais!
Ele é das glórias o Senhor, de todo o mundo o Salvador;
traz vida e eterna redenção. Exulte o vosso coração!
Louvado seja Deus, meu Criador nos céus!


Leitor: Quem subirá ao monte do Senhor? Quem há de permanecer no seu santo lugar O que é limpo de mãos e puro de coração, que não entrega a sua alma à falsidade, nem jura falsamente.
Todos cantando:


É justo, traz-nos salvação, tem piedoso coração.
Seu trono é santidade real, seu cetro, graça divinal.
A nossa dor vem aplacar, por isso vamos jubilar:
Louvado seja Deus, que salva os filhos seus!


Leitor: Este obterá do Senhor a bênção e a justiça do Deus da sua salvação. Tal é a geração dos que buscam a face de Jacó.
Todos cantando:


Bendito o povo que aceitar o Rei eterno, a jubilar!
Bendito todo o coração que o receber em mansidão!
É o verdadeiro sol do amor, que livra e salva o pecador.
Louvado seja Deus, que vence os males meus!


Leitor: Levantai, ó portas, as vossas cabeças; levantai-vos, ó portais eternos, para que entre o Rei da Glória. Quem é o Rei da Glória? O Senhor, forte e poderoso, o Senhor, poderoso nas batalhas.
Todos cantando:


Erguei as vozes a cantar, vossa alma seja o seu altar.
E preparai o coração com fé, pureza, devoção!
Assim o Rei a vós virá, que vida e salvação dará.
Louvado seja Deus, que guia os passos meus.


Leitor: Abram bem os portões, abram os portões antigos, e entrará o Rei da Glória. Quem é esse Rei da Glória? É Deus, o Senhor todo poderoso; ele é o Rei da glória.
Todos cantando:


Abertas, meu Jesus, estão as portas do meu coração.
Ó entra em mim, vem me salvar, e paz divina derramar!
Ó guia-nos à tua luz por teu Espírito, Jesus!
O nome teu, Senhor, louvamos com fervor.


Oração do dia: Bondoso Deus! Em Jesus Cristo mostraste ao mundo a tua ternura, teu amor e tua bondade. Por meio de Cristo nos convidas a vivenciar tudo isto entre nós a fim de que a vida tenha voz mais forte em meio aos sinais de morte. Pelo poder do teu Espírito, abre nossos corações, muitas vezes endurecidos e entristecidos, a fim de que possamos vivenciar em comunidade a alegria do nascimento da esperança e da paz. Por Jesus Cristo, nosso Senhor! Amém.

Canto: TODO MUNDO LOUVE A DEUS

1. Todo o mundo louve a Deus, que a promessa cumpre aos seus;
pois enviou ao pecador o seu Filho, o Redentor.

2. O desejo dos anciões, dos profetas as visões,
o que Deus nos anunciou, milagroso executou.

3. Desde os tempos de Abraão esperado é por Sião
o que agora apareceu e da Virgem nos nasceu.

4. Sê bem vindo, ó Salvador! Canto glórias com fervor
Grava no meu coração teu caminho justo e bom!

5. Vem, ó Rei da glória, vem, eu sou teu, de mais ninguém.
Vem, destrói com teu poder todo o mal que em mim houver!

6. A serpente vem matar para que eu, sem recear,
viva sempre em teu amor, tenha paz em ti, Senhor!

7. E ao voltares, ó Senhor, para o mundo, em esplendor,
que encontrar-te eu possa então, com alegre coração!

Mensagem: Tema: Este é o profeta Jesus, de Nazaré da Galiléia.


Leitor: Você alguma vez já se preparou para receber uma notícia desagradável ou agradável? Talvez, na sala de espera de um hospital, você foi preparado para receber más notícias, de falecimento de um ente querido, por exemplo, ou boas notícias, nascimento de um filho. Se você for um trabalhador no comércio ou numa empresa, quem sabe teve que se preparar para receber uma carta de demissão, ou para receber uma notícia de promoção em seu trabalho. Será que estamos preparados para receber as mais variadas notícias que nos trazem tristezas e alegrias?
Leitor: Às vezes, a notícia sobre algum acontecimento chega repentinamente, de sorte que nem há tempo para uma preparação. Então as reações podem ser muitas e diferentes.
Leitor: O evangelho deste primeiro Domingo de Advento está nos preparando para uma notícia. Ele nos diz claramente que Cristo voltará e nos convida a estar vigilantes, para que este dia não nos pegue de surpresa.
O cristão vigilante utiliza as coisas deste mundo, mas não se “embriaga” com elas. O texto do evangelho nos leva para os dias de Noé. Imagine só a tristeza de Deus com o povo. “Deus viu que as pessoas eram más e que sempre estavam fazendo e pensando em coisas erradas.”(Gn 6.5 ). Provavelmente, o povo tinha se “embriagado” com as coisas do mundo e, desorientado, e “cambaleando”, deixou ser levado pelo desrespeito, a imoralidade, pela exploração, (onde o mais forte dominava o mais fraco). “A violência estava por toda a parte”(Gn 6. 11).
Leitor: No meio de toda essa tristeza, havia um homem que tinha comunhão com Deus. Havia um homem sóbrio, lúcido que amava Deus e andava no caminho de Deus. Esse homem era Noé, e Deus se agradou dele. Foi a ele que Deus anunciou o juízo que estava para vir: o dilúvio, que acabaria com todo ser humano e com a terra também (Gn 6. 13). Só haveria um meio de salvação: acreditar em Deus e entrar na arca que Deus pediu que Noé construísse. Durante longos anos, o som da arca sendo construída serviu de alerta ao povo que comia, bebia, casava e se dava em casamento (Mt 24 – 38), mas o povo nada percebeu. “Embriagados” pelo mundo, não foram vigilantes, morreram. Noé e sua família, sóbrios e vigilantes, permaneceram fiéis até o fim, às promessas de Deus e foram salvos do dilúvio.


Prezada comunidade!

Leitor: Hoje, 2010, a situação não mudou muito. Ao invés do dilúvio, a igreja de Cristo anuncia o seu retorno para o juízo final. E o que nós percebemos? Um povo aflito tomado de preocupações e deixando a correria do momento tomar conta de todo o seu ser. Apesar de parecerem naturais, elas se tornam um problema, quando põem em risco a salvação e a fé nas promessas de Deus.
Leitor: O momento de corrupção e impunidade em que vivemos nos leva, muitas vezes, a duvidar da justiça e nos predispõe a aceitá-las como fossem uma coisa normal. Outros já querem reagir violentamente contra elas. O cristão, porém, as vê como manifestação do pecado. E como pregação da lei, que ele aplica primeiramente a si próprio. Aqui o cristão aprende que só unido com Cristo ele tem salvação ( Rm 8. 1 ). Infelizmente, muitas pessoas estão vivendo e continuarão como na época de Noé, imprudentes e descuidadas, nada perceberão até a presença de Cristo em sua Segunda vinda.
Leitor: Mas o cristão não fica descuidado; ele cuida para que não roubem seu tesouro. Desde o Antigo Testamento, nós temos sempre repetidas as promessas da vinda do Messias, o Filho de Deus, ao mundo para nos trazer de volta o maior tesouro: a vida eterna. Infelizmente, a maior parte das pessoas não deu ouvidos à proclamação dessas promessas e, por isso, não se preparou para receber o Messias. Durante três anos em que Jesus ensinou publicamente, ele mostrou muitas vezes que um dia ele retornaria ao mundo, não mais como Salvador, mas sim como juiz, para julgar todas as pessoas. Ele dá o alerta: “estai de sobreaviso, vigiai!” Nessas palavras, Cristo nos adverte a que estejamos sempre atentos, para não sermos apanhados de surpresa.
Leitor: É preciso estar atento: o cristão não vive para si, ele vive como quem quer ser encontrado fiel. Jesus passa a ser o ponto de referência. A parada obrigatória. E à luz da vinda de Cristo, ações corriqueiras como comer, beber, casar, comprar, vender, plantar, construir, que pertencem à ordem da criação, ganham uma nova dimensão, pois por elas as pessoas servem a Deus e cumprem seu propósito divino. E não admite que, como nos dias de Noé, se tornem expressão de materialismo grosseiro, falsa segurança e frio egoísmo. Elas, que são uma bênção, se tornam um risco quando se continua a viver despreocupadamente em relação à pregação da palavra de Deus.
Leitor: Hoje, iniciamos mais um ano da igreja e mais uma vez a Igreja de Cristo tem como desafio noticiar o evangelho, chamando os cristãos a se envolverem no serviço, no lar, mas sabendo que todas estas coisas passarão. No tempo de Noé, as pessoas falharam em perceber o desgosto que Deus estava sentindo com a vida que elas estavam levando. É um risco viver sem estar vigilante, pensando que ainda há muito tempo. Mas nos cabe estar atentos e preparados. Assim, ainda que envolvidos, com outras pessoas em serviços, não seremos rejeitados nem abandonados, mas, pela fé e na graça de Cristo, o escolhido e ungido para executar a obra de profeta, anunciando as boas notícias que se cumpriram nele e através dele, seremos chamados a entrar e receber o reino que Deus preparou para nós desde a criação do mundo ( Mt 25. 34
Leitor: Aquele que voltará não quer condenar. Por isso, clama: Vigiai! Sim. Vigiemos, permanecendo firmes na fé e resistindo ao tentador, adorando Jesus que vem e proclamando a sua palavra de reconciliação. Amém.

Oração: Intercedemos, nosso Deus, por todo o teu povo neste tempo de Advento, para que faça deste período um tempo oportuno para a meditação, a análise e revisão de vida, tempo para fortalecer a esperança e a expectativa da tua vinda. Intercedemos, nosso Deus, por capacidade de sonhar sonhos de paz e liberdade, para que em nossas famílias, no círculo de pessoas amigas e nas nossas ações de cidadania o gosto dos sonhos sonhados por Isaías também seja experimentado por nós. Intercedemos, nosso Deus, pela convivência familiar, para que neste período de Advento possamos redescobrir e reaprender as atitudes e as palavras que orientam o jeito de ser e de agir do menino Jesus. Através do seu jeito de ser, viver e ensinar, até quem não tinha mais forças físicas reaprendeu a sonhar e a experimentar o gosto de viver bem, consigo e com os outros. Intercedemos, nosso Deus, pelas pessoas doentes de nossa comunidade e paróquia ............. Intercedemos, nosso Deus, pelas famílias enlutadas, esteja com elas e guarda-as. Enfim, Senhor, te somos gratos por tudo o que temos e somos. E agora oramos como Jesus ensinou. Pai Nosso.

Canto: ABENÇOE-VOS O DEUS: Abençoe-vos o Deus todo poderoso, Pai, Filho, Espírito Santo. Amém!
Ide em paz, ide em paz, ó meus irmãos, e anunciai ao mundo inteiro que o Senhor é amor! Demos graças a Deus!
Envio: Vão todos na paz do Senhor.
 


Voltar para Índice do Caderno de Estudos


Autor(a): P. Handolfo Timm
Âmbito: IECLB / Sinodo: Amazônia
Área: Celebração / Nível: Celebração - Ano Eclesiástico / Subnível: Celebração - Ano Eclesiástico - Ciclo do Natal
Título da publicação: Caderno de Estudos para Mulheres/OASE - 2014-2015 / Ano: 2014
Natureza do Texto: Educação
Perfil do Texto: Estudo
ID: 26513

AÇÃO CONJUNTA
+
tema
vai_vem
pami
fe pecc

Desde o nascer até o pôr do sol, que o nome do Senhor seja louvado!
Salmo 113.3
EDUCAÇÃO CRISTÃ CONTÍNUA
+

REDE DE RECURSOS
+
Quando Deus não está no barco, não se navega bem.
Martim Lutero
© Copyright 2024 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br