Sínodo da Amazônia



Avenida Paraná , 431 - Novo Horizonte
CEP 76962-053 - Cacoal /RO - Brasil
Telefone(s): (69) 9845-48890 | (69) 8454-8890
sinododamazonia@gmail.com
ID: 8

Domingo de Ramos

Caderno de Estudos para Mulheres/OASE

10/01/2014

ENCONTRO nº __ Dia: __/__/____
Departamento de Mulheres/OASE do Sínodo da Amazônia
Erli Binow Butzke
Paróquia Evangélica de Confissào Luterana em Espigão do Oeste – RO

Entrar cantando o hino Hosana hei

Saudação: Boa tarde! Queremos iniciar o encontro especial de hoje com as palavras de João 12.13 que diz: “Então pegaram ramos de palmeiras e saíram para se encontrar com ele gritando: glória a Deus. Bendito seja o que vem em nome do Senhor! Bendito seja o rei de Israel.”
Também as palavras do livro de Apocalipse 3.20 dizem: “Eis que estou a porta e bato, se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, entrarei e cearei com ele e ele comigo.”
Assim como estamos queremos orar:

Oração: Bondoso Deus, nós te agradecemos por este momento de encontro. Louvamos –te hoje por teres tornado o rei da glória, aceita o nosso louvor e gratidão. Invocamos a presença do espírito Santo, que nos guarda e aquece os nossos corações para uma vida cheia de esperança e de realizações. Tu és um Deus que conheces a cada uma de nós e sabes das nossas necessidades. Fica conosco Senhor. Amém.

Leitura bíblica: Vamos ouvir a leitura bíblica de Lucas 19.28-40

Mensagem: Domingo de Ramos!

Leitor/a 1: Domingo de Ramos!
Mais um, ou este tem algo diferente a ser lembrado, refletido e vivenciado?
Leitor/a 2: No Domingo de Ramos celebramos junto com o povo judeu a entrada de Jesus como rei em Jerusalém.
Se antes Jesus fugia para não ser aplaudido, agora ele quer ser visto, conhecido reconhecido.
Leitor/a 1: Por isso agora prepara com a ajuda dos discípulos sua entrada triunfal: entrar como o rei da paz. As autoridades, especialmente os reis, usavam cavalos, tapetes especiais para aparecer diante do povo. Jesus age diferente.
Leitor/a 2: Ele escolhe um jumento, animal dócil e comum. Não há tapetes especiais, há capas empoeiradas suadas e surradas, estendidas pelo povo pobre.
Leitor/a 1: Jesus conhece a realidade e sabe quais podem ser as consequências de seus atos. A atitude de entrar em Jerusalém, assumindo ser o rei do povo é a mesma que ele sempre teve quando convivia com as pessoas.
Leitor/a 2: Os discípulos louvam a Deus e acompanham a procissão, as pessoas aclamam-no como o rei da paz.
Jesus assume ser o rei que o profeta Isaías anuncia em Isaías 62.11. o povo alegra-se ao ver que alguém está ao seu lado, lutando por justiça.
Leitor/a 1: Jesus é esperado n porta da cidade, mas não se dirige ao palácio. Acaba chegado ao templo, onde entende que precisa iniciar a mudança.
Leitor/a 2: Jesus expulsou cambistas que faziam negócios com a fé do povo. Derrubou as mesas dos que trocavam dinheiro e as cadeiras dos que vendiam pombos e falou:
Leitor/a 1: - Nas escrituras Sagradas está escrito o que Deus disse: “A minha casa será chamada de casa de oração.” Mas vocês a transformaram em esconderijo de ladrões!
Leitor/a 2: O Jesus que entrou no templo de Jerusalém é o mesmo que está pra entrar em nossas casas, comunidades e nas sociedades carentes.
Leitor/a 1: Jesus não arromba a porta. Ele diz: “eis que estou a porta e bato, se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, entrarei em sua casa e cearei com ele e ele comigo.”
Leitor/a 2: A entrada de Jesus precisa ser saudada por todos nós mais uma vez hoje. A necessidade de um Salvador é cada dia mais necessária.
Leitor/a 1: Jesus entra novamente em seu templo na nossa comunidade. Quem ele encontra lá?
O que ele encontra lá?
Leitor/a 2: O desafio é ouvir seu evangelho e coloca-lo em prática no dia a dia. A vida cristã não está só voltada para o alto e o futuro, mas acontece aqui e agora na vivencia com outros filhos e filhas de Deus.
Leitor/a 1: Também nós neste domingo de Ramos, precisamos parar e nos perguntar; quem é Jesus para nós?
Leitor/a 2: Ele é o nosso Senhor, a quem clamamos e levamos nossos pedidos, nossa angústia e aflição? É a ele que endereçamos as nossas incertezas da vida? Também é a ele que rendamos todo o nosso louvor e adoração?
Leitor/a 1: Para quem ele veio? Bem em princípio para todos e todas. Mas segundo João 3.14-15, veio para quem nele crê!
Leitor/a 2: Como vem ele? Humilde para dar, e não para receber. Para salvar e não para explorar e escravizar!
Leitor/a 1: Como recebê-lo festivamente, com canto de alegria e gratidão, mas também com súplicas.
Leitor/a 2: Quando assim o recebermos, ele entrará sempre conosco e aceitará o nosso Hosana de louvor e adoração, mas também ouvirá as nossas súplicas: Ó ajuda-nos, nós te rogamos!
Leitor/a 1: Porque Jesus é também o nosso rei, vem também a nós, nós o bendizemos com salmos.
Leitor/a 2: Tu és o meu Deus – eu te louvarei. Tu és o meu Deus. Eu anunciarei a tua grandeza.
Leitor/a 1: Agradeçam ao Deus eterno porque ele é bom, e porque o seu amor dura para sempre. Amém.

Canto: Eles queriam um grande rei.
 


Voltar para Índice do Caderno de Estudos


Autor(a): Erli Binow Butzke
Âmbito: IECLB / Sinodo: Amazônia
Área: Celebração / Nível: Celebração - Ano Eclesiástico / Subnível: Celebração - Ano Eclesiástico - Ciclo da Páscoa
Título da publicação: Caderno de Estudos para Mulheres/OASE - 2014-2015 / Ano: 2014
Natureza do Texto: Educação
Perfil do Texto: Estudo
ID: 26514

AÇÃO CONJUNTA
+
tema
vai_vem
pami
fe pecc

Toda a vida dos crentes não é outra coisa senão louvor e gratidão a Deus.
Martim Lutero
EDUCAÇÃO CRISTÃ CONTÍNUA
+

REDE DE RECURSOS
+
Ao Senhor Deus pertencem o mundo e tudo o que nele existe; a terra e todos os seres vivos que nela vivem são dele.
Salmo 24.1
© Copyright 2024 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br