Sínodo Nordeste Gaúcho



Rua Barão do Rio Branco , 828
CEP 93610-750 - Estância Velha /RS - Brasil
Telefone(s): (51) 3561-2905
sinodongaucho@gmail.com
ID: 11

Conversas de mesa

13/11/2009

Os tempos são outros. Até a pouco tempo atrás, era possível ter toda família reunida nas horas das refei­ções. Os tempos são outros, pois nem sempre os horários de todos membros da família combinam. Muitas vezes um está chegando, justamente quando o outro está saindo. São raras as refeições do dia em que é possível todos se encontrarem.

Talvez nestes tempos novos seja ainda possível ter pelo menos uma das refeições com a família reunida. Talvez você só encontre a todos no restaurante, pois, além de mais prático, pode até proporcionar um gasto menor.

A pergunta é: o que a família conversa neta hora da refeição ? Todos têm seu momento de falar ? Qual é o assunto preferido na sua casa ?

Alguns fatores podem indicar o resultado dessas conversas. Por exemplo, o fato de os filhos quererem pegar seus pratos e almoçarem diante da TV ou do computador talvez demonstre que o clima à mesa não está tão bom pra eles. Aliás, é uma péssima idéia querer aproveitar a turma reunida para “lavar a roupa suja”, discutir as notas do colégio, o gasto excessivo em alguma parte do orçamento doméstico, o tempo excessivo gasto diante da TV e assim por diante. Não vai ser à toa se os filhos quiserem fugir desta tortura. Ou eles nem têm a chance de falar. Os pais talvez fiquem tão concentrados em discutir os problemas do trabalho, das finanças, de doenças e sabe-se lá o que mais...

Cabe lembrar que quem come compulsivamente tem uma boa chance de adquirir mais peso, caso os assuntos à mesa sejam desta envergadura. E quem já conseguiu criar uma úlcera, tem um bom motivo para parar de comer, pois já terá perdido a fome mesmo.

Mas o que conversar então?

Quem tem filhos, escute-os. Deixe-os contar o que fizeram na escola, do que aprontaram. A refeição terá uma digestão muito melhor, se à mesa houver espaço para um bom sorriso ou uma gargalhada. Sim? Falar sobre assuntos agradáveis, pensar em soluções financeiras, planejar o fim de semana, falar sobre as próximas férias, também pode ser muito bom. Talvez então todos queiram sentar-se à mesa e sentir prazer na família reunida. Quer mais? E que tal conversar com Deus, agradecendo-lhe a vida, o alimento, a família, a união ?

Pense nisso.

P. Ezequiel Schacht


Autor(a): Ezequiel Schacht
Âmbito: IECLB / Sinodo: Nordeste Gaúcho
Natureza do Texto: Pregação/meditação
Perfil do Texto: Meditação
ID: 8477

AÇÃO CONJUNTA
+
tema
vai_vem
pami
fe pecc

Deus diz: trabalha, deixa de preocupar-te, eu te vou dar tudo. Depois de Ele o ter dado, aí, sim, deves empenhar o teu cuidado, distribuindo de forma justa o que recebeste, assim que não o guardes para ti, mas que dele possam usufruir a tua família e outros mais.
Martim Lutero
EDUCAÇÃO CRISTÃ CONTÍNUA
+

REDE DE RECURSOS
+
Mesmo que não sejamos cristãos tão bons como deveríamos ser, e somos ignorantes e fracos tanto na vida como na fé, Deus ainda assim quer defender a sua Palavra, pela simples razão de ser a sua Palavra.
Martim Lutero
© Copyright 2020 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br